Tuesday, 27 December 2016

Dhlakama e Nyusi acordam cessar fogo provisório até 04 de Janeiro de 2017


O presidente da Renamo, Afonso Dhlakama acaba de anunciar há momentos a declaração da Cessação Provisória das Hostilidades Militares, com efeitos a partir da meia noite de hoje terça-feira. A declaração de cessar-fogo anunciado por Dhlakama, é provisória devendo durar até a próxima quarta-feira, 4 de Janeiro de 2016 e visa permitir às pessoas passarem uma quadra festiva em paz.
O líder da Renamo disse ter chegado a um entendimento com o Filipe Nyusi com quem manteve uma longa conversa telefónica na última segunda-feira, 26 de Dezembro e acrescentou que se o cessar-fogo for respeitado deverá ser prolongado.
"Quero anunciar aos moçambicanos e a comunidade internacional, que a partir da meia noite de hoje terça-feira, as forças da Renamo e da Frelimo decretam a cessação das hostilidades militares. As forças deverão manter-se nas suas posições, devendo contudo, por razões de segurança, serem permitidas fazer patrulhamento num raio de 3 a 4 quilómetros das posições onde se encontram" disse o líder da Renamo.




( Canalmoz )

3 comments:

Godinho Alberto Viagem Zomane said...

E porque não uma paragem definitiva? O PR devia por essa via e boa vontade dos dois colocar um freio completo e por esta via criar uma plataforma um acordo de irmandade de modo a que o país alcance a paz duradoura.

Luis Cossa said...

Isso é uma brincadeira, só conseguem cessar fogo durante alguns, por que não cessam definitivamente?

JOSÉ said...

O cessar-fogo pode ser prolongado ... e o dialogo vai continuar !